19.3.13

O meu pai, o meu herói


O meu pai é o meu herói. Nasceu numa família com poucos recursos, estudou mas preferiu jogar à bola, jogou à bola mas preferiu "putas e vinho verde" a ser profissional a sério, foi pai uma vez antes de conhecer a minha mãe e só depois assentou.

Quando assentou e porque a bola não dava para tudo, foi trabalhar com o meu padrinho. Era tão bom no que fazia que quando eu nasci o meu padrinho lhe ofereceu sociedade. Ao fim de cinco anos, era ele quem mandava. O meu padrinho só assinava os cheques dos ordenados. Depois o meu padrinho faleceu e o meu pai ficou definitivamente à frente da empresa, onde ainda está.

Foi e é pai presente, preocupado e só não dá mais se não puder. A mim e aos amigos. É um amigo, um confidente, um brincalhão, um "Bocas". É pai, irmão, filho já órfão, infelizmente, tio e padrinho. É bom, grande, meigo, abrutalhado mas no fundo um coração mole. A camisola que traz no corpo está sempre disponível para quem mais precisar e já não seria a primeira vez que salvaria um amigo numa altura de aperto.

É o meu pai! E eu amo-o!

6 comments:

Eve said...

ok essa foi ...sweet

Passion Addicted said...

Eve
Es lo que hay...

Calvin said...

Feliz dia do Pai :)

Passion Addicted said...

Ainda não sou, mas obrigado :p

A Bomboca Mais Gostosa said...

Adoro, parabéns pelo teu pai.
quem me dera ter tido um assim :(

Passion Addicted said...

Bomboca, infelizmente não podemos escolher os nossos pais... Já li o teu post, mas optei por não comentar, apesar de concordar!

 
;